quarta-feira, 21 de abril de 2010

Soneto e canção do corpo e do amor

Soneto do corpo que nunca tive...

Olhos - Mãos - Boca

Quero os teus... para me cuidar quando atravesso a rua
Quero as tuas... para me sacudires quando para lua for
Quero a tua... para salivares amor e paixão dentro de mim...

Canção do amor que sempre quero...

Amizade - Desejo - Harmonia

Tenho a tua?
Palavras, gestos, que me acompanham até em minha solidão...
Tenho o teu?
Olhar que se transforma e lança fogo onde já há brasas...
Tenho a tua?
Já não me perco... Já não me acho...

No entanto, te tenho aqui...

......................................................

Acordei...

......................................................

Acordei?!?!?

2 comentários:

  1. Hey, Jo! =)

    Se eu aparecer por aqui não responde a tua pergunta, então eu digo: gostei do que li! Eu andei sumido dessas bandas, e é bom saber que, ao voltar, tem gente que eu conheço hahaha.

    Beijo!

    ResponderExcluir