domingo, 7 de novembro de 2010

Pássaro vermelho

És pássaro vermelho de amor
Tão impregnante quanto a paixão
E como está não lhe basta sonhos
Tens um céu inteiro, intenso a voar
Pássaro vermelho
Com tuas asas açoita o ar
Por onde passas és vistas
Mesmo em leve estontear
Tua realeza se faz presente
Em casca, sutileza e olhar
Sonhas, voas e vais bem longe
Causas o medo até em passar
Para olhos daqueles
Que nunca hão de te alcançar
Pois és pássaro polido
E só vives onde existe o AMAR!

3 comentários:

  1. Pássaros e cores...relações de uma mente que voa em céus multicores!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. A liberdade das asas do passaro,que encanta!

    ResponderExcluir